Editoriais


A Natureza E Seu Vale de Lágrimas

30/01/2019

A Natureza E Seu Vale de Lágrimas

Quando falamos em ecologia, sustentabilidade e meio ambiente, temas tão atuais e importantes para nosso tempo, abre caminho para a autêntica interdisciplinaridade. Desde a Segunda Guerra Mundial, a questão do meio ambiente vem ganhando destaque em vários encontros internacionais, entre eles se encontra a 1ª Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente que resultou na Declaração de Estocolmo, em que se estabelece princípios para criação de políticas que visam à proteção do meio ambiente natural.


Há pouco mais de um ano, o Brasil registrou até então, o seu pior desastre ambiental: o deslizamento da barragem de Mariana em Minas Gerais. Hoje, outra barragem entrou para o lado triste da história e o que vemos, é a mesma sucessão de erros e partes negligenciadas. O cedimento das barragens revelou a situação caótica da fiscalização desse tipo de empreendimento, cujo potencial de destruição ambiental e humana pôde ser constatado da pior forma, em meio à lama no Córrego do Feijão.

Identificar as transformações no ambiente é pensar socialmente, politicamente e culturalmente: o que uma tragédia como a de Mariana e agora a de Brumadinho, acarreta em nossas vidas? Qual o preço da vida dos que estão à margem dos exploradores? E não somente a vida humana, estamos falando de um ecossistema inteiro; comprometido, morto, sem chances de pedir socorro ao ser invadido. Em quanto tempo, o homem conseguirá recuperar parte do que foi destruído, uma vez que algumas áreas afetadas, já sabemos que não terá vida novamente?

Tais questionamentos estão sempre em nossa volta, mesmo que a rotina não nos deixe enxergar. É a coleta de lixo em nossa casa, a economia de água e energia, o catador de papelão e os meios de reciclagem, os garis na praia, tudo começa e passa por nós. Não podemos esquecer de que a Terra também é um organismo vivo, com alto poder de regeneração. Cuidar dela, significa que estamos cuidando de nós.


Favorecer discussões em sala de aula e desenvolver projetos de sustentabilidade social é desenvolver um trabalho pedagógico comprometido com a cidadania dos alunos em processo de crescimento. É educar para a cidadania ambiental. A responsabilidade em preservar o meio ambiente está em nossas mãos. Precisamos despertar para proporcionarmos uma nova base para políticas ecológicas que nos permitam pensar em construir e sustentar comunidades sem colocar em risco as oportunidades para futuras gerações.

 

Por: Ana Caroline Assis

Redatora convidada.