Editoriais


O Maior Amor do Mundo

03/05/2019

O Maior Amor do Mundo

No instante em que uma mulher dá à luz, nasce uma criança e esse é ponto inicial onde a maternidade concretiza-se. O parto é o momento em que uma força chamada amor incondicional, se desperta e junto com a criança, nasce uma mãe.

Ser mãe, é torna-se forte e frágil ao mesmo tempo, é descobrir forças que imagina não ter. Ser mãe, é lidar com medos que achava não existir, é adquirir coragem de fazer o que o coração realmente deseja, é tentar ser uma mulher melhor a cada dia. Ser mãe é descobrir que o coração é um espaço infinito e quanto mais ama, mais amor cabe dentro dele.

Mas também é exercitar a paciência diariamente, é ouvir do filho as mesmas palavras que lhe ensinou e perceber que não basta falar, que para ensinar é preciso ser exemplo. É acordar cansada, depois de uma noite mal dormida e apesar disso, fazer tudo do mesmo jeito: dar banho, alimentar, brincar, trabalhar, cuidar da casa e beijar o filho antes de dormir. É sentir culpa por querer voltar ao trabalho, ou largar tudo para cuidar do filho, é seguir uma jornada intensa de 24 horas, nos 365 dias do ano.

É sentir aquela mãozinha tão pequena e tão forte, segurando o dedo como estivesse dizendo: “ei, estou aqui. Agora você não está mais sozinha. É acordar pela manhã com abraço apertado como se não se vissem há muitos anos e inundar de gratidão por tudo que recebe e aprende com o filho. É ser fortaleza e coragem para transformar tudo ao redor. É atender por uma palavra pequena, mas que carrega o maior amor do mundo.

A todas as mulheres que exercem a maternidade em sua forma mais sublime,

Feliz Dia das Mães!