Nosso aluno, nosso orgulho


Maria Eduarda Barroso

06/10/2021

Maria Eduarda Barroso

A farmacêutica, formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e doutoranda em Ciências Fisiológicas, Maria Eduarda de Souza Barroso é o nosso orgulho do mês de outubro.

“A Eduarda aluna era bem comportada e sempre tirava boas notas. As disciplinas que eu mais gostava era História e Educação Física, tinha uma afinidade muito grande com os professores Leonardo e Jorge de Matemática.” Das lembranças mais marcantes, Duda destaca dois projetos em especial: a GINCEIC e o famoso Interclasse.

“De tudo que acontecia e não era pouca coisa, eu amava a GinCEIC, era uma gincana que movimentava muito a escola por um período de uma semana. Era um projeto para arrecadação de alimentos e a ideia de ajudar alguém fazia com que todos se engajassem: alunos, professores, pais, vizinhos e até o comércio. A interação entre as turmas e professores tornavam os dias leves, as provas divertidas, mesmo divididos, torcíamos um pelo outro. E além da GinCEIC, eu aguardava ansiosamente pelo início dos Jogos Interclasse que aconteciam no CETAF – a gente vestia a camisa e dávamos o melhor em quadra. Era muito bom!”

Do que mais sente falta da época em que frequentava a escola como aluna, Maria Eduarda mostra-se saudosa:

“Sinto falta do ambiente da escola. Lembrar do CEIC é voltar num tempo em que tudo era mais fácil e a saudade se mistura com vários sentimentos. Saudade dos amigos, dos funcionários e professores que tive o privilégio de conviver, em especial com a professora Sandra de L. Portuguesa, Cláudio de Física, o Júnior de Química, o querido Jorge de Matemática com suas teorias sobre o buraco negro, além do Léo de História que citei logo no início da entrevista.”

Sobre a escolha da profissão e como visualiza o novo normal, num mundo pós-Covid-19, nossa aluna relembra o início da sua carreira acadêmica e destaca a importância dos profissionais da área de Farmacologia para a sociedade:

“Costumo dizer que a Farmácia me escolheu. Ainda no Ensino Médio, o interesse por profissões na área de Química, começou a me despertar para possíveis carreiras. Na época, o professor Junior que foi um grande exemplo, era meu maior motivador, assistia às aulas dele, pensando que talvez, poderia ser professora de Química também. Com o auxílio dos simulados, das palestras e visitas nas faculdades que a escola preparava, cheguei ao 3º ano com a certeza de que a minha faculdade era Farmácia.”

A fase pandêmica que vivenciamos ano passado, mostrou uma realidade que muitos conhecem, mas poucos aceitam. Foi um desafio para nós, da saúde, testar vários procedimentos, medicamentos e ao mesmo tempo, lidar com o tratamento dos infectados. Foram dias e noites em claro, dentro de laboratórios acompanhando os dados, a evolução do vírus... Nunca se falou tanto em bulas de remédio, dos riscos da automedicação, da importância de higienizarmos as mãos e instrumentos. Tudo isso, está presente na vida de quem é farmacêutico como eu.

Farmácia é um curso da área da saúde que tem como principal objetivo, formar   profissionais para atuação nos ramos de fármacos, cosméticos, controle e produção de alimentos, análises clínicas e toxicológicas. É um curso muito rico, com ampla área de atendimento e aos alunos que desejam seguir a mesma carreira que a minha, deixo um conselho: estudem hoje, escolham uma faculdade que atenda às necessidades da sua formação global. Façam valer cada segundo dentro da sala de aula agora, para desfrutar de todo aprendizado no futuro.