Prata da Casa


Kênnya Souza

06/10/2021

Kênnya Souza

Kênnya Souza formou-se em Pedagogia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), e integra o time de professores CEIC desde 2019. “Minha história com o Colégio começou no período de matrículas de 2019 para 2020, onde trabalhei como auxiliar de secretaria para período de matrículas. Logo após o início das aulas, recebi a proposta para substituir a tia Jussara na biblioteca, enquanto ela se recuperava de um tratamento médico. No final do ano, fui convidada a assumir uma sala de aula como professora do 2º ano B, minha primeira turma como professora regente. Convite esse, muito especial, que ficará marcado na minha trajetória.”

Fora da sala de aula, Kênnya tem como hobbys a paixão por viagens, livros, filmes e música. Além de passar o tempo sempre ao lado da família, nessa entrevista, a professora compartilha conosco sobre a escolha da profissão, lembranças que tem da escola e seus sonhos.

1- Como foi a escolha da sua profissão?

"Eu amo crianças, amo trabalhar com elas, elas têm uma sinceridade e um carinho que são únicos. Então, sempre procurei algo nessa área. Minha aversão a ver grandes quantidades de sangue quando era adolescente me fez descartar qualquer profissão na área da saúde. Além disso, na época, o vestibular da UFES tinha duas etapas, objetiva e discursiva, e as matérias da prova discursiva de pedagogia eram português e história, minhas matérias favoritas até hoje. Acho que no final de tudo, as coisas só foram acontecendo naturalmente e me levou por um caminho que me fez decidir seguir a profissão e me sinto extremamente feliz e realizada com essa escolha."

2- Em todos esses anos trabalhando aqui, do que sente mais saudade ou qual lembrança (evento, aula, projeto) mais te marcou e por quê?

"Sem dúvida o que mais me marcou foi a receptividade com que todos da escola me receberam. Mesmo formada em pedagogia, me candidatei à vaga temporária de auxiliar na secretaria e com muita dedicação da equipe, fui aprendendo sobre a rotina da escola, os processos envolvidos no atendimento ao público e assim, fui evoluindo como profissional. A cada dia, me encantava mais por estar aqui, acompanhar os eventos no pátio, ver o carinho dos alunos com todos da escola, a parceria e presença constante dos pais, isso sem dúvidas, é raro e me marcou muito. Tive a oportunidade de ver os bastidores da escola, até que a oportunidade de me tornar professora surgiu e eu agarrei com muita gratidão e reconhecimento.”

3- Além da Pedagogia, o que move a sua vida?

"Minha fé em Deus, minha família e meus amigos. Ter pessoas em sua vida que estão com você em todos os momentos faz toda a diferença e Deus sempre sabe a hora certa de colocar as pessoas certas na minha vida. Tenho a certeza de que Ele está sempre cuidando de mim e ter essa convicção me faz sempre querer Honrá-lo procurando ser uma pessoa melhor, um pouquinho a cada dia, e fazer o bem para as pessoas, mesmo sabendo que isso seja apenas um grão de areia do que eu posso fazer para compensar tanto amor por mim. E trabalhar com a educação me permite exatamente isso, é o que me move a ser melhor, oferece ao outro, a minha melhor versão sempre."

4- Deixe um recado aos alunos e amigos colaboradores.

Para todos os meus queridos alunos, pais e familiares, aos meus colegas de trabalho do CEIC e do Dentinho de Leite, deixo um poema de Fernando Pessoa, que define com clareza o que nesse momento, as minhas palavras não conseguem expressar:

“O valor das coisas, não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.”


VEJA AS FOTOS

Clique na imagem para amplia-la