00
Dias
00
Horas
: 00
Minutos
: 00
Segundos

Prata da Casa


Professor Luciano

09/07/2019

Professor Luciano

Luciano "Boi" graduou-se em artes plásticas na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), e foi lá que realizou sua primeira exposição individual. Palácio do Café, Salão do Mar, Galeria do Yazigi e Galeria Virginia Tamanini foram alguns dos lugares onde expôs suas obras.

Luciano, leciona Arte para os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio. Há 14 anos em nossa Instituição, é o Prata da Casa do mês de julho.

1 - Como foi a escolha da profissão e sua a experiência em se formar pela UFES?

Meu primeiro curso, foi Contabilidade, eu gostava muito de Matemática. Mas desde criança, sempre gostei de desenho e conversando com um amigo, decidi fazer Arquitetura e no processo da troca de curso, descobri minha paixão pelo curso de Educação Artística da UFES, hoje chamado de "Artes Visuais". E estudar na UFES foi maravilhoso, contribuiu muito para ser quem eu sou hoje, abriu minha cabeça para um mundo cheio de possibilidades, é um espaço que todo mundo deveria conhecer e frequentar.

2 - Qual lembrança mais te marcou nesses 14 anos de Colégio CEIC?

Os momentos de aprendizado com os alunos são muitos, ver a evolução da galera com os desenhos é recompensador. Mas sou uma pessoa festeira, gosto muito de estar com pessoas e os eventos do Colégio são sempre lembrados. A festa que marcou os 20 anos da escola entrou para a história! Somente para os funcionários, na antiga "Blow Up", o espírito de união e amizade que temos aqui, é diferente dos outros lugares e as festas confirmam isso. O recreio na sala dos professores, as reuniões de Conselho de Classe, sao momentos que fazem a gente se unir ainda mais, são pequenas comemorações ao longo do ano. É muito bom poder fazer parte dessa história e celebrar ao lado de tantos amigos e profissionais, nosso trabalho desenvolvido pelo Colégio.

3 - Qual momento mais especial da sua carreira como artista plástico?

As exposições são verdadeiros marcos na vida de um artista. Tenho muita gratidão pelos convites que recebi para expor meus trabalhos, pelos amigos e colegas de trabalho que adquirem minhas obras e com isso, divulgam meu trabalho. Além de poder trabalhar ensinando tantas crianças e jovens que passam pelo Colégio, estar na sala de aula é como fazer várias exposições com artistas diferentes, é impulsionar a criatividade e a liberdade de expressão dentro de cada dos meus alunos. Hoje me considero mais professor que artista, meu trabalho está mais em sala de aula que dentro de um ateliê. 

4 - Além da pintura, o que move a sua vida?

Minha família, em primeiro lugar. O nascimento Bernardo veio para transformar a minha vida ao lado da minha esposa Evelyn, somos muito melhores após a chegada do nosso filho. Andar de bicicleta é outra paixão que sempre me acompanhou, gosto muito de pedalar, porque é meu modo de aliviar a mente e descansar. E por último, mas não menos importante, cozinhar. Modéstia a parte, sou um excelente cozinheiro, é minha segunda arte (risos).

5 - Uma mensagem aos alunos e colegas de trabalho.

Independente da situação que vocês estejam hoje, por mais complicado que seja, vai dar certo. Aproveitem o momento, não deixem os problemas parecerem maior que as alegrias, foquem no acerto, não abaixem a cabeça para o medo. Perdemos muito tempo trabalhando em cima de dúvidas e o incerto, pode ser o fato ousado para o nosso sucesso, não sejam acomodados com o hoje, o presente é muito mais importante que o passado ou até mesmo o futuro, não antecipem expectativas. E minha mensagem é sempre a mesma aos que passam por mim pelos corredores da escola: "Vai dar tudo certo!".

 



 


VEJA AS FOTOS

Clique na imagem para amplia-la